Do constitucionalismo global

Paulo Ferreira da Cunha

Resumo


Texto que revela como as constituições nacionais, que permanecerão ainda por muito tempo, acabaram por ser como que concretizações de uma constituição global, especialmente em função do paradigma dos direitos humanos, anelo civilizacional dos nossos tempos. Trabalho que desvela que o internacional e o global adentraram nas ordens jurídicas nacionais, notadamente nas constituições, em função de uma seiva comum, uma comunidade global de valores constitucionais. Mais ainda, que a dimensão universalista do direito constitucional é de sua origem e constitui uma de suas constantes, pois o fundo e o fundamento de todas as constituições modernas são inegavelmente os mesmos. De qualquer forma, o novo e atual constitucionalismo parece revelar externamente e com novo rosto (mais técnico e mais eficaz) o que tinha de apenas intrínseco.

Palavras-chave


constituições nacionais; constituição global; direitos humanos; universalismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Revista Brasileira de Direito Constitucional - RBDC
ISSN: 1678-9547 (impressa) - 1983-2303 (eletrônica)
Escola Superior de Direito Constitucional - ESDC